Obras serão finalizadas ainda este ano

Além das galerias de água, moradores ganharão uma praça, promete secretário

Sem opções de lazer no bairro, obras das galerias surgem como alternativa para as crianças. Foto: João Paulo Monteiro

João Paulo Monteiro
Vitor Soares

A equipe do Voz do Nicéia acompanha de perto os problemas da comunidade já há algum tempo. Sabemos como a população é afetada por cada um deles, seja pela falta de ônibus em dias de chuva, pelo mau cheiro que vem dos bueiros ou pelo acúmulo de lixo nas redondezas do bairro. Fomos, então, atrás de esclarecimentos. Autoridades municipais se mostraram cientes dos problemas e das dificuldades dos moradores, porém, lembram que existem outras situações semelhantes às do Nicéia, até mesmo piores. Mas, as expectativas quanto ao bairro são positivas.

A Secretaria do Bem Estar Social, finalmente, resolveu o impasse jurídico que impedia a retomada das obras, relocando o morador que ocupava um lote irregular. Desse modo, a Secretaria de Planejamento (Seplan) começou o levantamento topográfico da região, essencial para a fase seguinte do Projeto Cidade Legal, que tenta garantir a posse legal dos lotes aos próprios moradores. Hoje, todo o bairro pertence a família Benedita Madureira, que é uma grande devedora de impostos para a Prefeitura. A ideia é a troca da área do bairro pelo perdão da dívida.

A Secretaria de Obras já retomou o trabalho. Neste primeiro momento, os serviços estão sendo executados com recursos e equipes da Prefeitura. Na sequência, as obras serão realizadas pela empresa DEMOP Participações LTDA. Segundo informações da Prefeitura, serão instalados cerca de 1.500 metros de tubulação de concreto, em oito ruas do bairro.

Após a realização dessas obras de infraestrutura, o bairro estará pronto para receber asfalto novo e uma praça. Pérola Zanatto, engenheira coordenadora das obras no bairro, informou que está prevista a construção de uma área arborizada, com quadra poliesportiva, área de convivência e jardins.

“Está dentro dos objetivos da Secretaria a execução das obras de galerias no Jardim Nicéia até o final do ano, além do serviço de terraplenagem.” Eliseu Areco Neto, Secretário de Obras. Foto: João Paulo Monteiro

“Depois de três ou quatro meses, será concluído o levantamento topográfico do bairro, mais um passo nesse lento processo de regularização do Jd. Nicéia.” Natasha Lamonica, arquiteta da Seplan. Foto: João Paulo Monteiro

“Em dois meses de serviço, a rede de galerias do bairro estará pronta. Será feita ampliação das galerias e bocas de lobo.” Claudio da Silva, diretor da divisão de drenagem da Secretaria de Obras. Foto: Vitor Soares

Em abril de 2009, a Secretaria de Estado da Habitação e a Prefeitura de Bauru assinaram convênio para regularizar 25 núcleos habitacionais, que totalizam 2.767 moradias, pelo Programa Cidade Legal. O Jardim Nicéia, com 240 moradias, é um dos núcleos cadastrados no programa. O plano de regularização do bairro foi concluído neste mês de abril e o próximo passo será a elaboração do projeto urbanístico. Fonte: Secretaria da Habitação do Governo do Estado de São Paulo

Luis Fernando Offerini, diretor de serviços do DAE, garante que o Jardim Nicéia, assim como toda a cidade de Bauru, terá seu esgoto 100% tratado até 2014. Atualmente, a Prefeitura está buscando recursos para a construção do novo centro de tratamento. Foto: Vitor Soares

Falta de maquinário atrasa retomada das obras

Trabalhadores aguardam máquinas e obras não podem ser retomadas. Foto: João Paulo Monteiro

Trabalhadores aguardam máquinas e obras não podem ser retomadas. Foto: João Paulo Monteiro

As obras de ampliação da rede de galerias pluviais no bairro foram retomadas no último dia 4. Porém, sem data definida para término. A Secretaria de Obras garante que até o final do ano todo o serviço já terá sido realizado e entregue. Renato Demétrio Pinto, da  divisão de drenagem do DAE, responsável pela obra, explica que serão instaladas, além das galerias, bocas de lobo e sistemas de captação. Porém, a falta das máquinas impede o trabalho. Os funcionários da Prefeitura chegam ao local e, sem ter como dar continuidade às obras, restam-lhes somente aguardar a chegada das máquinas. Renato explicou que essa falta de maquinário ocorre devido à execução de várias obras ao mesmo tempo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s